Confidências


Apetece-me
virar-me para ti
quase tocar-te
mas não
apenas quero olhar-te
admirar-te.
Levemente
agito as minhas pétalas
e na minha corola
num silêncio singelo
ouço-te
e vibro em ti.
As minhas folhas
esvoaçam
dançam contigo
enroscam-se e estendem-se
valsam ao teu sabor.
O meu caule
estremece ao ver-te
bamboleia
ora para um lado
ora para o outro
e enraíza-se.
Assim 
foste e és tu
semente plantada
que na rega germinou
e em mim
criou raízes
que a terra
fortificou.

8 comentários:

  1. ..belas. Belas as imagens de raízes soltas nas palavras ...

    Um beijinho
    da
    Assiria

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso ... momento...

    ResponderEliminar
  3. Que belíssima imagem esta aqui criada pelas palavras confidentes que se deixam dizer num momento onde se deixam ser...

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E
    http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. O amor. O corpo. O desejo. O encontro. E a poesia.

    ¬
    Feliz Páscoa.

    ResponderEliminar
  6. Simplesmente bela esta flor do amor que aqui vimos brotar.

    Beijinho

    Vieira MCM

    ResponderEliminar
  7. Tão romântico... :-)

    ResponderEliminar