Um rasto de canções




"Esta manhã encontrei o teu nome nos meus sonhos e o teu perfume a transpirar na minha pele. E o corpo doeu-me onde antes os teus dedos foram aves de verão e a tua boca deixou um rasto de canções."



8 comentários:

  1. Doce, musical, belo...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  2. No abrigo da noite, soubeste ser o vento na minha camisola; e eu despi-a para ti, a dar-te um coração que era o resto da vida - como um peixe respira na rede mais exausta.
    Maria do Rosário Pedreira
    E continua, belissimo.

    Beijinho

    Vieira MCM

    ResponderEliminar
  3. Quando experimentamos a dor em seu limite máximo, quase, quase insuportável, é que vislumbramos a cura, ainda que provisória. Na anestesia dos dias... à vida.

    ¬

    ResponderEliminar
  4. Me faltam palavras ,pra agradecer sua atenção
    comigo.
    Ser sua amiga é um presente de Deus na minha vida.
    Agradeço a cada uma de suas visitas todas
    elas me deixaram muito feliz.
    Que seja abençoada por Deus nossa amizade para sempre.
    Desejo um feliz final de semana beijos com infinita ternura e paz..
    Evanir..

    ResponderEliminar
  5. Minha querida

    Lindo este texto de Maria do Rosário Pedreira...e quantas vezes nos sentimos assim.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  6. gosto muito da Maria do Rosário Pedreira e este é um bom excerto de um poema dela.

    beij

    ResponderEliminar
  7. Que saudades daqui :)
    E que beleza imensa encontro sempre que aqui entro e me deixo embalar pelas palavras escolhidas, escritas, sentidas na pele, no corpo, na alma...
    Belíssimas escolhas como sempre!

    Beijinho

    (O meu tempo não tem sido aliado... mas não esqueço e visito sempre, mesmo que em silêncio...)

    ResponderEliminar